10 símbolos religiosos e o que eles significam

Na busca para dar sentido em tudo que nos rodeia, qualquer coisa pode se tornar um símbolo.

Desde que as pessoas interpretem o seu sentido para além de sua definição literal. Na lista de hoje iremos ver os 10 símbolos religiosos e o que eles realmente significam.

10. A cruz

simbolo-cruz

Sendo um símbolo universal muito antigo, possuindo vários significados, o mais reconhecido é como símbolo da fé cristã. Tido como um dos símbolos fundamentais, dentre os quais o centro, o círculo e o quadrado.

Ela é o símbolo supremo da fé e da Santidade, uma vez que Cristo foi crucificado antes de morrer num ato de sacrifício para salvar a humanidade. Para tanto o crucifixo tornou-se um objeto de devoção cristã estando presente em igrejas, capelas, monas e templos.

9. Peixesimbolo-peixe

Este é um símbolo também cristão que representa a vida e cuja palavra em grego Ichthys representa “Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador”. Antes era utilizado como amuleto da fertilidade e, ainda hoje é usado na América do Norte como um amuleto de proteção.

Foi também utilizado pelos primeiros cristãos como o objetivo de os proteger da perseguição, visto que eles reuniam em segredo nas catacumbas marcadas por esse sinal. Para os chineses, o peixe simboliza a sorte.

8. Lua crescente com Estrela

Yin Yang-simbolo

Este é o principal símbolo do Islamismo, mbolo do Islamismo, portanto, o mesmo está presente nas insígnias nacionais de países que professam a crença do profeta Maomé. Representa soberania e dignidade, sendo que o símbolo é uma referência à renovação da vida e da natureza.

Uma vez que a civilização islâmica segue o calendário lunar- cujos meses tem início com a lua crescente – esse é o motivo pelo qual a lua crescente com estrela é uma referência de renovação.

No que diz respeito a religião, o símbolo representa os cinco pilares da fé islâmica: oração, caridade, fé, jejum e peregrinação, numa correspondência as cinco pontas da estrela.

7. Hamsá

simbolo-hamsa

O Hamsá é um amuleto de formato mão que é tido como um símbolo de poder, força e proteção. O significado da palavra em árabe significa cinco – que é o número de dedos da mão. É o símbolo da fé islâmica.

Em alguns casos pode ser representado com um olho no centro da palma da mão e costuma ser utilizado como proteção contra o mal, contra energias negativas de todos os tipos, em especial o mau-olhado.

6. Suástica

suastica-simbolo

Os braços da cruz que definem um sentido giratório, num movimento de rotação em torno de um centro móvel, este representa um símbolo de ciclo, de manifestação, de ação e de regeneração.

Entretanto sua imagem foi fortemente associada ao símbolo nazista, visto que durante a Segunda Guerra Mundial, foi a figura escolhida pelo partido nazista alemão. Antes de ser adotada como um símbolo nazista, a suástica era considerada um símbolo da sorte, da prosperidade e do sucesso. O termo “suástica” significa felicidade, sorte e prazer.

5. Estrela de Davi

estrela-de-davi

Conhecida como “escudo de Davi”, é um símbolo usado mais por crentes no Judaísmo. O seu significado é de proteção, união do feminino e do masculino, união dos opostos, bem como a ligação entre o céu e a terra. No cristianismo é identificada como símbolo do próprio Messias Jesus Cristo, e está presente na bandeira do Israel.

No Judaísmo as seis pontas somadas ao seu centro representam o número sete, número de importante significado para Judaísmo. No Hinduísmo cada ângulo da estrela representa um deus da trindade hindu: Braham, Visnu e Shiva, os quais simbolizam respetivamente, o Criador, o Preservador e o Destruidor.

Na Maçonaria, a estrela de seis pontas é vista como um símbolo de proteção, equilíbrio, harmonia e a união dos elementos masculinos e femininos.

4. Menorá

simbolo-menerá

Representa a luz da Tóra, que é um dos principais símbolos judaicos. Presente em tempos e em sinagogas, está sempre iluminando. Isso acontece não para iluminação desses locais consagrados aos cultos religiosos, mas porque simboliza a luz que nunca se apaga, ou seja, a existência de Deus.

O fato de ser composto por sete braços faz com que menorá carregue a simbologia desse número, que é muito significativo para o Judaísmo. O candelabro de 7 braços representa os dias da semana e níveis do céu, pois para Judeus o universo é formado por sete céus.

3. Flor de Lótus

flow-lotus-simbolo

A flor de lótus simboliza pureza, perfeição, sabedoria, paz, sol, prosperidade, energia, fertilidade, nascimento, renascimento, sexualidade e sensualidade. Ela é um dos símbolos mais ilustrativos do Budismo, religião em que esta flor representa o coração fechado, o qual após desenvolver as virtudes de Buda, se abre.

No que toca às cores da flor de lótus, cada uma tem uma simbologia única: a flor de lótus rosa – representa o próprio buda, a flor de lótus branca – simboliza o espirito e a mente, bem como a pureza, a flor de lótus azul – simboliza a sabedoria e conhecimento e a flor de lótus vermelha – representa amor e compaixão.

2. Pentagrama

Pentagrama-simbolo

O pentagrama é o símbolo da união e da síntese, na medida em que o número dos dedos de uma extremidade corresponde ao número dos nossos sentidos. Na antiga Mesopotâmia, esse símbolo representava o poder imperial.

Para os pitagóricos, simbolizava a saúde e o conhecimento. Entre os egípcios, o pentagrama possuía relação com as pirâmides, uma vez que representavam o útero da terra.

Na idade média este símbolo representava a verdade e a proteção contra demônios ou mais espíritos. Para os druidas simbolizava a cabeça de deus, para os celtas, representava a divindade Morrigham, deusa do amor e da guerra. Para os chineses simboliza o ciclo da destruição, a base da medicina tradicional chinesa.

1. Yin YangYin Yang-simbolo

No Taoismo, o Yin Yang simboliza o princípio gerador de todas as coisas do universo, a partir da união de duas energias opostas e complementares entre si, positivo e o negativo.

Esse símbolo, conhecido como diagrama do Tai-chi ou Tei-Ji, é representado por um círculo por uma linha sinuosa, nas cores preto e branco, onde Yin é a metade preta, enquanto o Yang é metade branca.

Nesse jogo harmonioso, ambos possuem uma outra esfera pequena em seu interior, porem de cor oposta, simbolizando o germe do outro, a união e o equilíbrio das forças opostas, complementares e inseparáveis de tudo o que existe.

O conceito primordial e essencial da filosofia chinesa “Tao”, o Yin Yang é simbolicamente a dualidade de tudo que existe no universo.

COMPARTILHAR