13 obras de Monteiro Lobato que todo precisa mundo ver conhecer

José Bento Renato Monteiro Lobato foi um escritor e editor brasileiro. O foi o criador de uma das obras de maior destaque no universo infantil brasileiro. Tendo sido um dos primeiros autores da literatura infantil do Brasil e de toda América Latina, metade de suas obras é sobre livros infantis. Veja então as 13 principais obras de Monteiro Lobato.

13. Urupês

 Urupês

Publicada em 1918, este livro é uma coletânea de contos e crônicas do escritor brasileiro. Tida como sua obra prima. A obra deu início ao regionalismo crítico e mais realista na literatura brasileira.

As histórias contadas no livro é a rotina de um caipira que mora na região rural de São Paulo e revela suas opiniões, hábitos, memórias e símbolos.

12. Saci

saci

Lançado em 1921, o livro retrata a cultura brasileira. Nesta obra, Pedrinho foi caçar na mata virgem no Sitio do Picapau Amarelo, onde encontra um saci. Então o saci resolve lhe contar sobre os segredos da floresta e várias lendas do folclore brasileiro.

11. A Menina de Narizinho Arrebitado

A-Menina-de-Narizinho-Arrebitado

Nesta obra foi apresentado pela primeira vez os personagens do Sitio do Picapau Amarelo. Os personagens consagrariam posteriormente: a garota Lucia (ou Narizinho Rebitado), sua boneca de pano Emília, sua avó de 70 anos e a cozinheira Tia Anastácia.

Nesta edição do livro a boneca Emília ainda não falava, o que é bem diferente das edições posteriores. A obra foi publicada pela primeira vez em 1920.

10. Fábulas

fábulas

Direcionado ao público infantil, este livro foi lançado pela primeira vez em 1922. Escrito por Monteiro Lobato, a obra conta com 29 fábulas clássicas dos fabulista Jean de La Fontaine e Esopo. O autor destaca as lições de moral de cada fábula em itálico.

9. Marques de Rabicó

Marques-de-Rabicó

Marques de Rabicó é a continuação direta de A menina de narizinho arrebitado, que já tínhamos visto anteriormente. Possuindo 43 páginas, esta obra é ricamente ilustrada por Voltolino, que conta inicialmente a origem do guloso leitão do Sitio do Picapau Amarelo.

Tal como livro anterior, foi publicado também em 1922.

8. As Aventuras de Hans Staden

As-Aventuras-de-Hans-Staden

A obra reconta o livro “Duas Viagens ao Brasil” de Hans Staden pela ótica de Dona Benta e divertidas intervenções de Narizinho e Pedrinho. Lançado em 1927, de uma forma muito didática o autor explica termos do tupi e questões culturais tanto dos povos selvagens quantos dos colonizadores do século XVI.

7. Reinações de Narizinho

Reinações-de-Narizinho

Reinações de Narizinho, serviu de propulsor à série que seria protagonizada no Sitio do Picapau Amarelo. A obra é um clássico da literatura, e até os dias de hoje, serve de inspiração para muitos autores infantis.

Lançado em 1931, este livro possui várias pequenas histórias, que já haviam sido anteriormente publicadas. Algumas são originais e outras são combinações utilizando histórias e personagens já conhecidos.

6. Caçadas de Pedrinho

Caçadas-de-Pedrinho

O livro de 1933, conta uma descoberta de Marques de Rabicó: uma onça anda rondado as proximidades do Sitio do Picapau Amarelo. Pedrinho e Narizinho decidem então ir a caça da fera. Sem avisar Dona Benta ou Tia Nastácia, pois sabem que eles seriam contra tal aventura.

5. Geografia de Dona Benta

Geografia-de-Dona-Benta

Depois então de Dona Benta contar a história do mundo de sua maneira, Narizinho e Pedrinho pediram que ela contasse mais histórias. Dona Benta quis contar sobre física e química, entre muitos assuntos.

Mas as crianças quiseram escolher geografia. Depois de alguns serões, Emília teve a brilhante ideia de subirem todos, num navio faz-de-conta, e irem viajar pelo mundo para Dona Benta aprofundar a geografia.

4. Dom Quixote das Crianças

Dom-Quixote-das-Crianças

Lançado em 1936, relata Emília que um dia resolve mexer na estante de livros de Dona Benta e encontra um livro que nunca tinha visto antes. Livro este de Don Quixote de la Mancha, de Miguel de Cervantes, Dona Benta então começa a ler o livro para as crianças.

Achando a história muito difícil de entender por causa do estilo do autor, ela decide contar a história do seu jeito.

3. Histórias de Tia Nastácia

Histórias-de-Tia-Nastácia

Neste livro publicado em 1937, Pedrinho faz com que Tia Nastácia conte tudo o que sabe sobre o folclore brasileiro. Tia Nastácia conta ao rapaz várias histórias infantis do folclore, em seguida Dona Benta conta histórias de vários países, como a Pérsia e a Rússia, entre outros.

2. O Poço de Visconde

o-poço-de-visconde

Poço de Visconde, explica as crianças sobre a luta pelo petróleo brasileiro, por meio das lúdicas e divertidas explicações. O leitor então aprende sobre geologia, ciência que estuda os minerais.

Apesar de ser um livro de caráter informativo, a obra apresenta aventura, que é o componente essencial dos livros do escritor.

1. O Picapau Amarelo

O-Picapau-Amarelo[td_smart_list_end]

Neste livro publicado em 1939, todos os personagens do mundo da fábula, decidem então se mudar para o Sitio do Picapau Amarelo. Para acomodar todo mundo, Dona Benta comprou todas as terras próximas ao sitio, para proporcionar maior conforto dos personagens.

COMPARTILHAR