17 principais deuses egípcios e suas histórias

Para os egípcios, as suas divindades tinham o propósito de proteger a humanidade das forças do caos e manter a ordem e estabilidade. Esses deuses da mitologia egípcia representavam aspetos do ambiente natural e sobrenatural dos egípcios. Confira então os nomes dos principais deuses egípcios.

17. Amon

deus-egipicio-amon
Egyptian Witchcraft

Amon foi um dos antigos deuses egípcios e ele era tido como o deus do ar. Na mitologia egípcia, Amon era um deus extremamente poderoso, onde com frequência se fundia com o deus Rá para formar o deus Amon-Rá.

No início ele era um deus do vento e fertilidade tebana e com o tempo tornou-se então uma divindade suprema. O que fez com que a maioria da riqueza do Egito fosse dedicada ao seu templo. No segundo milênio a.C., o culto a este deus egípcio tornou-se tão poderoso que ameaçou a adoração do deus do sol, Rá.

16. Taweret

deus-egipicio-Taweret 
billybobisdrunk

Considerada uma demônica feroz, bem como uma divindade protetora e carinhosa. Taweret foi uma deusa da mitologia egípcia que era protetora do parto e das mulheres. Inicialmente era vista como uma força perigosa e potencialmente maléfica. Era associada ao leão, ao crocodilo e ao hipopótamo, animais estes que eram temidos pelos egípcios.

Ela foi pensada para ajudar as mulheres em trabalho de parto e afastar os maus espíritos e demônios que pretendiam ferir a mãe ou o bebê. Foi pensada também para ajudar com questões de sexualidade feminina e gravidez, onde com frequência era associada com a deusa Hathor.

15. Babi

deuses-egipicio-Babi
pinterest

Este era um deus babuíno que era violento e sanguinário, que já era bastante conhecido entre os deuses há muito tempo. Tido como símbolo de virilidade que é transferido para um feitiço posterior. Com a finalidade de assegurar relações sexuais bem sucedidas na vida depois da morte, em que um homem identifica sua sexualidade com Babi.

Ele vive nas entranhas humanas e assassinadas à vista. Devido a isso, são necessários feitiços para proteger-se contra ele, em particular durante a pesagem da cerimônia no coração do salão das duas verdades. Onde aptidão de uma pessoa para o paraíso é determinada.

14. Nekhbet

deusa-egipicia-Nekhbet
Wattpad

Tida como a patrona do Alto Egito, Nekhbet era com frequência denominada de “Hedjet” (Coroa Branca) em referência à coroa do Alto Egito. Regularmente aparece com um dispositivo heráldico representando o Alto Egito. Vista como uma protetora das crianças durante suas vidas, bem como também depois da morte, quer sejam crianças e grávidas.

Há evidência que aponta que ela já era bem popular no Egito pré-dinástico, onde estava particularmente associada a cidade de Nekheb. No entanto, no início do período dinástico Nekhbet e Nekhen, teriam se fundido a ela e Wadjet para dar origem então ao nome Nebty do faraó. Onde sua posição como representante do Alto Egito foi estabelecida.

13. Khonsu

deus-egipicio-Khonsu
Egyptian Witchcraft

Também chamado de Chonsu, este antigo deus egípcio da lua, em que seu nome significa “viajante”. Khonsu é associado com viagens durante a noite através dos céus. Tendo marcado em com junto com Thoth a passagem do tempo. Ele foi fundamental para criação de vida de todas as criaturas.

Khonsu possui também um lado mais sombrio, durante a parte inicial da história egípcia, ele foi considerado um deus violento e perigoso. Foram encontradas nas pirâmide partes de textos onde ele aparece no “Hino Canibal” com uma divindade sedenta por sangue que ajuda o rei morto a pegar e comer outros deuses.

12. Bes

Bes
Ancient Pages

Anão, este deus egípcio, era um ser complexo que era tanto uma divindade quanto um lutador demoníaco. Bes era um deus da guerra, mas também era patrono do parto e do lar e era associado à sexualidade, humor, música e dança.  Apesar de começar como protetor do faraó, ele ficou muito popular entre o povo egípcio, pois os protegia.

Com passar do tempo ele passou a ser visto como o campeão de tudo de bom e o inimigo de tudo o que é mau. Inicialmente era conhecido como “Aha” (“lutador”), porque podia estrangular ursos, leões e cobras com as próprias mãos.

11. Anúbis

Anúbis
altoastral

Visto como deus mais emblemático do antigo Egito. Anúbis é uma divindade extremamente antiga cujo o nome aparece nos mastabas mais antigos do Antigo Império e nos textos das pirâmides como guardião e protetor dos mortos. Originalmente ele era um deus do submundo, mas tornou-se associado especificamente com o processo de embalsamentos e ritos fúnebres.

Primeiramente foi associado com o Ogdoad de Hermopolis, como o deus do submundo. Nos textos das pirâmides de Unas, Anúbis é relacionado ao Olho de Hórus, que agia como um guia para os mortos e os ajudava a encontrar Osíris.

10. Serket

deusa-egipicia-Serket
picbon

Esta deusa egípcia da proteção está associada ao escorpião. Foi fortemente adorada no Baixo Egito como uma grande deusa mãe e está entre as divindades mais antigas do Egito. Serket é associada a cura, magia e proteção.

No período pré-dinástico, ela era protetora dos reis, como foi constatado nos achados arqueológicos que ligavam ela aos reis escorpiões, derrotados em algum ponto em torno do reinado de Narmer.

Vista como a deusa das criaturas venenosas, em destaque o escorpião, e é retratada com uma mulher com braços estendidos e um gesto de proteção, com um escorpião na cabeça.

9. Sobek

deus-egipcio-Sobek
Egyptian Witchcraft

Sendo um antigo deus dos crocodilos, Sobek foi mencionado pela primeira vez nos textos da pirâmide e sua adoração continuou até o período romano. Alguns seitas acreditavam que Sobek era o criador do mundo que surgiu da “Água Negra” e criou a ordem no universo.

Sobek foi um deus do Nilo que trouxe fertilidade para a terra. Por ser o “Senhor das Águas”, pensava-se então que ele tivesse surgido das águas primitivas de Nun para criar o mundo e fez o Nilo de seu suor.

8. Bastet

deusa-egipcia-Bastet-gato
newagenews

Bastet é a deusa egípcia da casa, da domesticidade, dos segredos das mulheres, dos gatos, da fertilidade e do parto. Ela protegia o lar de maus espíritos e doenças, especialmente doenças associadas as mulheres e crianças.

Tal acontece com muitas divindades egípcias, ela desempenhou um papel na vida depois da morte com uma guia e ajudante para os mortos. Se bem que esse não fosse um dos seus principais deveres. Ela foi bastante popular em todo Egito com os homens e mulheres da segunda dinastia em diante com o seu culto centrado na cidade de Bubastis.

7. Hórus

deus-horús-egipcio

Conhecido como Hórus, este era um deus da mitologia egípcia antiga, que é mais importante das divindades aviárias. Ele assume tantas formas e é retratado de forma tão diferente em várias inscrições que é quase impossível distinguir o verdadeiro Hórus.

Ele um poderoso deus do céu associado principalmente ao sol, mas também a lua. Era protetor da realeza do Egito, vingador de erros, defensor da ordem, unificador das duas terras. Com tempo ele então se fundiu com deus do sol Rá para formar uma nova divindade, Ra-Harahkhte.

Deus este que navegou pelo céu durante o dia e foi descrito como um homem de cabeça de falcão usando a coroa dupla superior e inferior.

6. Nephthys

deusa-Nephthys-egipicia
bryertons

Fazendo parte dos cinco deuses originais do antigo Egito nascidos da união de Geb (Terra) e Nut (céu) após a criação do mundo. Ela foi a quarta nascida depois de Osíris, Isis e Set era a irmã mais velha de Hórus. Como um das primeiras deusas do Egito, ela era um membro da Ennead de Heliópolis, um tribunal de nove divindades de imenso poder.

Esposa da divindade guerreira Set, Nephthys simbolizava a experiência da morte e sendo conhecida em algumas teologias e cosmologias do templo egípcio como “Deusa Útil” ou a “Deusa Excelente”. Na sua função funerária era com frequência retratada como a mulher com asas de falcão, que se estendia como um símbolo de proteção.

5. Set

deus-egipicio-Set
Egyptian Marketplace

Na mitologia egípcia Set é o deus do deserto, tempestades, desordem e violência no antigo Egito. Ele teve um papel fundamental, onde ele acompanha Rá em eu barco solar para repelir Apep, a serpente do caos.

Set é retratado como o usurpador que matou e mutilou seu próprio irmão Osíris. A esposa de Osíris, Ísis, remontou o cadáver de Osíris e ressuscitou seu falecido marido por tempo suficiente para conceber seu filho e herdeiro Hórus. Onde Hórus procurou sua vingança contra Set e o muitos mitos descrevem seus conflitos.

4. Osíris

Osíris-deus-egipicio
Pinterest

Ele o deus da vida depois da morte, Osíris era representado com uma divindade de pele com a barba de um faraó. Parcialmente enrolada em uma múmia nas pernas, usando uma coroa distintiva. Osíris era juiz dos mortos da agência do submundo que concedia toda a vida, incluindo a vegetação que brotava e as inundações férteis do Nilo.

Ele foi descrito como “Aquele que é permanente benigno e jovem” e o “Senhor do Silêncio”.  Osíris começou a ser associado com os ciclos observados na natureza, em particular a vegetação e as inundações anuais do Nilo.

3. Shu

deus-egipicio-Shu
Egyptian Witchcraft

Tido como deus da luz e do ar, como tal, personificava o vento e a atmosfera da Terra. Como um deus da luz que ele representava, iluminou as trevas e marcou a separação entre o dia e a noite entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos. Como deus do ar, ele representava o espaço entre a terra e os céus e dava vida a todas as criaturas vivas.

Shu era representado como um homem usando um toucado composto de penas de avestruz carregando um cetro Was (representando poder) e um Ankh (representando o sopro da vida). Alternativamente, ele usava um cocar de uma única pena de avestruz, que representava o sopro da vida.

2. Nut

Nut-deus-egipicio
Egyptian Witchcraft

Vista como a personificação do céu, Nut era filha de Shu e Tefnut e antes do deus criador (Atum ou Rá). No entanto, ela também poderia ser considerada a mãe de Rá. Ela era representada por uma porca, mas também as vezes era representada por uma vaca, pois foi esta forma que ela tomou quando foi levada ao céu.

Nut era uma deusa do céu que originalmente era adorada pelas tribos do vale do Nilo. Deusa esta que engoliu o deus do sol Rá noite e deu à luz de novo pela manhã. Os egípcios em Memphis adoravam Nut com uma deusa da cura em um santuário chamado de casa de Nut.

1. Rá

Rá-deus-egipcio
Quora

Deus do sol e criador, acreditava-se que viajava pelo céu em sua casca solar e, durante a noite, para fazer sua passagem no outro lado através do submundo, onde, para nascer de novo para o novo dia, ele tinha que derrotar a serpente do Apop.

Como um dos deuses criadores, ele se levantou do oceano do caos na colina primitiva, criando a si mesmo e depois engendrando outros deuses. A maioria dos deuses solares tinha forma de falcão e eram assimilados a Hórus.

COMPARTILHAR