7 casos de ataques de tubarões em Recife

Pernambuco é o estado brasileiro com maior números de ataques de tubarões. Sendo responsável por mais de metade dos ataques de tubarões no Brasil. No litoral do Recife, a Praia da Boa viagem é o ponto que mais se registam incidentes com tubarões em toda a América do Sul.

Apesar de haver cartazes que indicam a presença destes animais e serem avisados do perigo. Muitos se aventuram no mar e o desfecho da história não é nada bonito. Conheça 7 casos de pessoas que foram atacadas por tubarões em Recife.

7. Pablo Diego Inácio de Melo

tubarão

Em 2018, Pablo Diego Inácio de Melo foi atacado por um tubarão em Jaboatão dos Guararapes, Grande Recife. Ciente do perigo que corria ele resolveu dar um mergulho, diante de todos os avisos. Ele foi atacado na perna e no braço pelo tubarão.

Depois dos primeiros socorros feitos por equipes de bombeiros, a vítima foi levada para o Hospital da Restauração onde teve que passar por cerca de quatro horas de cirurgia na perna direita que foi amputada.

6. Ricardo Ferrari Bulhões

tubarão

Também em 2018, o surfista Ricardo Bulhões foi mordido por um tubarão em Fernando de Noronha. Era no final da tarde de uma sexta feira, apanhando ondas na Praia da Conceição, quando ao cair da prancha ele foi atacado pelo tubarão. O rapaz contou que sentiu só uma pressão na altura do ataque.

Mas um especialista identificou a mordida como sendo uma arcada de um tubarão no braço de Ricardo. Atendido no Hospital São Lucas, ele levou 15 pontos no braço. Em relação ao caso anterior podemos afirmar que o rapaz teve sorte.

5. Márcio de Castro Palma da Silva

tubarões

Tendo ocorrido em 2015, este é mais um ataque que aconteceu em Fernando de Noronha. Natural do Paraná, Márcio de Castro Palma da Silva sofreu um ataque de um tubarão enquanto mergulhava na Praia do Sueste. Na altura do acidente ele estava acompanhado da noiva e do irmão. Perdeu a mão e parte do braço.

Depois de socorrido por familiares para o Hospital São Lucas, e em seguida foi encaminhado para o Hospital da Restauração.

4. Bruna Silva Gobbi

tubarão

Enquanto nadava na Praia da Boa Viagem, Zona Sul do Recife, em 2013, Bruna Silva Gobbi foi atacada por um tubarão. Ela estava na companhia de sua prima quando incidente ocorreu. Depois de receber cuidados médicos e encaminhada para o Hospital da Restauração ela acabou por não resistir aos ferimentos e faleceu.

De acordo com os bombeiros, eles teriam informado a família da vítima que eles estavam numa área de risco. Mas mesmo assim, eles teriam recusado a sair do mar.

3. Tiago José de Oliveira

tubarão

Tiago José de Oliveira, sofreu um ataque de tubarão na Grande Recife e depois morreu por hemorragia. O caso aconteceu em 2012, quando o jovem estava tomando banho na Praia de Enseada dos Corais, no Cabo de Santo Agostinho. Depois do ocorrido o corpo do rapaz sumiu da praia.

Alguns dias depois o cadáver foi encontrado na Praia de Itapuama, sem uma das pernas. Depois do acidente postulava-se que Tiago teria sofrido uma hemorragia, mas não se podia confirmar o ataque.

Tudo ficou confirmado depois da nota do laudo tanatoscópico do Instituto Médico Legal de Pernambuco, que a morte do jovem teria sido causada por hemorragia externa dos membros.

2. José Ernestor Ferreira da Silva

tubarão

Nadando na Praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, em Recife, José Ernestor Ferreira da Silva, tinha 18 anos, quando faleceu depois de um ataque de tubarão. No momento do ataque o rapaz estava nadando com o irmão e alguns amigos.

Segundo os bombeiros ele estava na parte funda do mar e o teriam alertado para voltar para área rasa, antes de ser atacado na perna esquerda. Levado para o Hospital da Restauração depois do ataque, foi submetido a uma cirurgia para amputação da perna e parte dos órgão genitais.

Em seguida encaminhado para a UTI, onde não resistiu aos ferimentos, causados pelo animal.

1. Vinícius Cavalcanti

tubarão

No início de 2019, o surfista Vinícius Cavalcanti, se chocou com um tubarão na Praia Cacimba do Padre, em Fernando de Noronha. Segundo o jovem, o seu caso seria mais uma defesa do animal do que um ataque, pois o tubarão teria se assustado com ele.

Ainda segundo o rapaz ele não atacou, mas sim foi dar só uma mordidela, onde tocou e saiu. A leve mordida na cabeça de Vinícius levou 83 pontos. Apesar do ocorrido o rapaz contou que estava ansioso por voltar a surfar.

COMPARTILHAR