Top 10 flores mais raras do mundo

Desde do início dos tempo as flores têm nos intrigando com sua beleza única e aromas sedutores. Entre milhares de espécies existentes, fica difícil escolher quais são as mais belas. Sem contar que algumas são tão raras que quase é impossível acha-las. Aqui estão as 10 flores mais raras do mundo.

10. Flor de Kadupul
flor-kadupul

Essa flor possui uma bela tonalidade de branco e amarelo e cresce a uma altura máxima de 30 centímetros. O nome cientifico de Kadupul é epiphyllum oxypetalum, além do Sri Lanka pode ser encontrado em Índia e alguns países sul americanos. Apesar do seu habitat natural ser nas florestas tropicais, agora também está sendo cultivada em jardins ornamentais espalhados pelo mundo. As suas flores tendem a florescer entre dez ás onze horas da noite prolongando este processo por duas horas.

Uma vez que todos os botões são revelados, as flores liberam um fragrância doce e tendem a florescer em uma base mensal, nos dias de lua cheia. Pode ser encontrado duas espécies de Kadupul no Sri Lanka. Estas incluem epiphyllum hookeri, que possui uma série de pétalas finas com folhas medindo até dois metros e epiphyllum oxypetalum, que tém pétalas mais largas medindo entre 30 cm a 40 cm.  A única maneira de experimentar o seu perfume é comprar uma garrafa perfume inspirado em kadupul.

9. Orquídea fantasma
orquídea-fantasma

Essa orquídea é rara e única por várias razões. Primeiro ela se assemelha um fantasma quando a sua flor branca se move á noite, eis a origem do seu nome orquídea fantasma. Não possui folhas, e suas raízes prendem a casca da arvore que a hospeda.

Há cerca de 2.000 orquídeas fantasmas existente na Florida, EUA. Podem ser também encontrados em Bahamas e Cuba. Essa flor exige um certo tipo de habitat para poderem prosperar como: como umidade alta, temperaturas suaves, sombra e existência de um certo fungo.

8. Cosmos do chocolate
cosmo chocolate

É uma espécie de cosmos, nativa do México. É uma planta herbácea perene que cresce entre 40 a 60 cm de altura. As folha tem 7 a 15 cm de comprimento, com folheto de 2-5 cm de comprimentos. Mas infelizmente ela foi extinta na natureza há mais de cem anos.

A espécie sobrevive hoje como um único clone não fértil, que foi criado em 1902 por propagação vegetativa. Essa flor não só tem nome de chocolate como também cheira como chocolate.

7. Lotus berthelotii
Lotus_berthelotii

Lotus bertheloti é uma espécie de fanerógama leguminosa perene, endêmica dos pinhais da ilha Tenerife, ilhas Canarias. Encontra-se em perigo de extinção no seu habitat natural, onde persistem apenas espécimes isolados. Em 1884 a planta já era considerada como extremamente rara e a recolha de exemplares para coleção acelerou o declínio das suas populações no meio natural.

Apesar da sua raridade na natureza, diversos cultivares foram desenvolvidos para utilização da planta como ornamental sendo frequente cultivada em jardins e como elemento de composição em paisagismo. Na ilhas Canárias a espécie é conhecida pelo nome de pico de paloma (“bico-de-pomba”).

6. Youtan Poluo
youtan-poluo

Sendo uma das plantas mais interessantes do mundo. Diz-se que youtan poluo floresce apenas uma vez em cada 3.000 anos. Segundo a história, quando floresce é indicação da reencarnação do buda. E é por isso que leva cerca de 3.000 anos para florescer.

Essa minúscula flor branca pode facilmente passar despercebidos aos olhares desatentos. Foi o Sr. Ding agricultor chinês que primeiro descobriu essa planta fascinante, quando estava limpando seus tubos de aço em seu jardins. Essa descoberta que foi bem divulgada em 2007, desencadeou muitos outros mais em Taiwan, Correia, EUA e Alemanha.

5. Silene tomentosa
Silene_Tomentosa

Silene tomentosa, ou campion de Gibraltar, é uma planta muito rara de floração do gênero silene e da família caryophyllaceae. As suas flores variam do rosa ao violeta pálido. Em 1992 a comunidade científica considerou-a como extinta.

Mas em 1994 foi redescoberto, quando foi encontrado crescendo na reserva de natural de Upper Rock, Gibraltar. Atualmente pode ser encontrado apenas nos jardins botânicos de Gibraltar e em Londres, sendo uma planta é protegida por lei.

4. Orquídea sapatinho-de-dama
Orquídea-sapatinho-de-dama

Essa planta era tipicamente encontrado em florestas abertas em solos de calcários úmidos. Na Grã-Bretanha, era antigamente uma planta razoavelmente difundida através do norte da Inglaterra. No século XX tinha declinado para apenas uma única planta em um local em um vale. Em 1917, esta orquídea foi declarada oficialmente extinta.

Mas depois os botânicos redescobriram essa planta num campo de golfe. Especialista dizem que ainda pode haver outra flor desta em ambiente selvagem em Yorkshire Dales. É protegida sob lei, é ilegal até tocar nessa planta sem uma licença especial. Até foi já designado um guarda tempo inteiro para protege-la.

3.Jarro-titã
jarro-titã

Amorphophalus titanum, conhecido pelos nomes comuns de jarro-titã e flor-cadáver, é a espécie que produz um gigantesco espádice que se considera uma das maiores flores do mundo. Quando desabrocha, a sua flor chega atingir 3 metros altura e pode pesar até 75 quilogramas. Os florescimentos são raro porque é uma planta muito difícil de cultivar, pois tem que ter condições especificas para poder prosperar.

Quando floresce, exala um forte odor a carne podre que atrai insetos. Cultivada em diversos jardins botânicos, é um endemismo das floresta tropicais do oeste de Sumatra, uma ilha da Indonésia, foi descoberta por um botânico Odoardo Beccari, em 1878. Pode viver até 40 anos, mas floresce duas ou três vezes durante o seu tempo de vida.

2. Videira esmeralda
videira-esmeralda

É uma espécie de leguminosa perene liana, um nativo das floresta tropicais das Filipinas, com caules que podem chegar até 18 m de comprimentos. As folhagem claras consiste em três folhetos.

As flores em forma de garra são transportadas em trusses pendentes ou psedoracemas de 75 ou mais flores podem atingir até 3 m de comprimento. A cor dessa flor é semelhante a algumas formas de minerais turquesa e jade, variando uma cor de azul-verde hortelã. Cresce ao lado de riachos em florestas úmidas, ou ravinas.

1. Middlemist vermelha
Middlemist vermelha

Uma das flores mais raras do mundo, a Middlemist vermelha, existe apenas em dois locais no mundo, uma na estufa em Reino Unido, e uma é um jardim em Nova Zelândia. Importados para Grã-Bretanha há duzentos anos da China, quando as flores eram um item de luxo.

Extinto na China, essa flor recebeu o nome do jardineiro John Middlemist, que foi o primeiro que trouxe de volta da China em 1804. Ela sobrevive hoje graças a sua boa conservação, existe apenas dois exemplares desta flor no mundo.

COMPARTILHAR